domingo, 30 de agosto de 2015

Fotografia - Hertz Braucht

 " Das Schöne an der Ecken bringt Frieden in mein Hertz. Er braucht diese Momente. Momente, die sublime für meine existentielle Handlung sind. Hertz braucht... "
A beleza dos recantos traz paz ao meu coração. Ele necessita destes momentos. Momentos que são sublimes para o meu ato existencial. Necessidades do coração.
Fotografia: Tirada em agosto de 2015, Praça Shiga, Porto Alegre/RS/Brasil.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Fotografia - Sonhos de Primavera

Entre o caminhar e o olhar de quem aprecia a paisagem, tanto da natureza quanto da arquitetura, estamos propensos a ressignificar nossas vidas. Especialmente quando estamos em um lugar distante do qual nascemos, um conjunto de emoções aflora. São divagações do espírito que requerem compreender os diversos povos e sua cultura. É como se a poesia da vida transgredisse, avançando nas barreiras da intertemporalidade. E a poesia da vida é repleta de sonhos. São sonhos de primavera.
Fotografia: Tirada em maio de 2010, em Füssen, Alemanha/DE.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Fotografia - Águas

Participar dos encantos que as águas nos transmitem é o desejo da fluidez da vida. Flui a vida, assim como fluem as águas. Ao final, tudo evapora.
Fotografia: Tirada em agosto de 2012, em Porto Alegre/RS/Brasil.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Pintura - Releitura

Trabalho de releitura da pintura " The Glass of Wine" do pintor holandês Johannes Wermeer.
Técnica: Óleo s/Tela, 2015, de Marco Gomes, Porto Alegre/RS/Brasil.

sábado, 22 de agosto de 2015

Fotografia - Cumplicidade


Que olhar é este? Logo me prende e eu logo me rendo... Não há tocos a impedir que eu me una a ti...Cumplicidade.

Foto: Tirada em agosto de 2015, em Barão/RS/Brasil.

Painting - Still Life

Técnica: Óleo s/Tela, 2015, de Volpeti, Porto Alegre/RS/Brasil.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Fotografias - Existem Ipês


Creio na sublime essência do impressionismo da natureza. Um instinto de sensações diversas. É belo o olhar e o sentir. É como se retornasse à infância, onde tudo era factível e os sonhos fluíam. Nada de perverso existia. Ainda bem que existem ipês.
Fotos: Tiradas em agosto de 2015, no Bairro Centro, Porto Alegre/RS/Brasil.

Painting - Still Life

Técnica: Acrílica s/Tela, 2015, de minha autoria, Porto Alegre/RS/Brasil.

sábado, 15 de agosto de 2015

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Desenho - Faces

As faces do ser humano requerem interpretações,
Técnica: Desenho s/Papel, de Djalmira, Porto Alegre/RS/Brasil.

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Pintura - Impressões

À luz que devo minhas impressões. Enquanto expressão do meu ser suscito a esperança de me tornar uma pessoas mais humana. Digna de compartilhar o lúdico da natureza, suas mutações e seus encantos.
Técnica: Óleo s/Tela, 2012, de minha autoria, Porto Alegre/RS/Brasil.

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Fotografia - Vidas

Olhar é preciso. Observar é necessário. Há perigo quando humanos espreitam. Há injustiças, miséria, mas há beleza. Assim caminha nosso destino. São vidas e vidas são belas. 
Foto: Tirada em julho de 2015, no Parque da Redenção, Porto Alegre/RS/Brasil.

sábado, 1 de agosto de 2015

Fotografia - Parque

Num parque é possível caminhar, descansar e passear. Também é possível ver pássaros voando e voar em pensamentos.  Que tenhamos um domingo com bastantes voos.
Foto: Tirada em janeiro de 2015, Parque Luis Carlos Raya, Ribeirão Preto/SP/Brasil.